15 de jan de 2013

Sentimentos Periféricos - Guerreira





Letra:
Mãos calejadas,suor no rosto,alma cansada
rotina diária,acorda de madrugada.
Sorriso no rosto é o que mais encanta
desse a ladeira,deixa na creche sua criança.
Pega serviço cedo e só larga tarde,
roda a roleta,mais uma hora de viajem.
Coragem!mais um dia de trabalho vencido,
chega em casa,e da um beijo em seu filho.
Armários vazios,e os olhos cheios de lágrimas,
revém na mente,ficou viùva grávida.
Tão nova , mas cheia de experiência de vida,
mulher de bandido se casou iludida.
Cocaina sobre a mesa aplicando os parceiros,
festa em sua casa derrete o tempo inteiro
balança de precisão e a bandidagem endolando,
armas muquiadas,no som um rap estralando.
E lá estava ela,coraçao na mão e aflita,
tristeza e preocupação essa é a vida bandida.
Conselhos de sua mãe nessas horas vinham a tona,
mas a esperança não morre,ela so entra em coma.
Esperança de ver,seu marido mudar de vida,largar a vida bandida
e formar uma familia
de verdade,sem droga e sem crime,
uma historia de amor como num belo filme.

Refrão: 
guerreira,força incomparável,sorriso nos lábios, no coração a fé,
semelhante cansado,coração apertado a história de luta de uma mulher.

Armas escondidas e o medo estampado, 
operação na favela,invadiram o barraco do lado. 
Tensão, a guerreiro de sua casa rezava
pra que lá seu marido os pm num encontrava.
Quando saiu na rua viu seu marido Algemado,
já se encontrava na blazer ainda desacordado.
Frustrada, era só dor e lamento
guerreira,virou mulher de detento.
Se provou fiel, em todas visitas estava,
com sacola de Jumbo, pra onde o bonde levava.
E o tempo passava, a rotina mesma de sempre
dia de visita estava sempre presente.
Situação financeira não ajudava na passagem,
trincava faxina, pra poder pagar viagem.
Dinheiro de crime,foi pra ostentar na gozolandia.
Não sobrou pro advogado, pra te tirar da tranca.
E a banca? O jogou no esquecimento,nessa a mixa dele caiu e bateu o arrependimento.
Colagem: seja na tristeza ou na felicidade, não te deixa falando nem atrás das grades.

Refrão
guerreira,força incomparável,sorriso nos lábios, no coração a fé,semelhante cansado,coração apertado a história de luta de uma mulher.

Se sentindo enjoada,sintomas de gravidez.
Desesperada fez o exame que apontava de um mês.
Sem saber o que fazer deu a notícia pro marido,
que se mostrou compreensível ,
e cuidaria de seu filho.
Planos feitos,mas não realizado,
o vento levou seus sonhos,destino implacável.
Se provou regenerado,mas não teve segunda chance,
numa rebelião suas esperanças escorreu junto com o sangue.
Lágrimas,sangue escorre pelo rosto.
Tristeza,saudades, desespero,desgosto
e em cada amanhecer junta forças pra luta,acreditando num dia melhor.
A dor fortalece,sem dor não a cura
junta forças e renasce do pó
guerreira.

Refrão
guerreira,força incomparável,sorriso nos lábios, no coração a fé,semelhante cansado,coração apertado a história de luta de uma mulher.