19 de fev de 2013

Emerson Alcalde lança clipe da poesia AFRÔ

O Poeta da Zona Leste de São Paulo, Emerson Alcalde, acaba de lançar o videoclipe da poesia AFRÔ. A poesia faz parte de sua obra literária  (A) MASSA poesias e dramaturgias. O clipe conta com participação de várias mulheres poetas da atualidade. Confira.


AFRÔ - Emerson Alcalde

Seja como for Seja como flor
Em seca que for cultive o amor
Que ele ou ela virá 
Beijará AfroDite dirá “ 

Se precisar afrô afrontará 
Mas quem vier pra sentir sem tirar sentirá 

Se te plantaram tu és planta
Então seja como flor 
Tua semente foi plantada em terra preta 
por mãos sofridas
E não no algodão artificial do cientista 

Eu falo em nome das rosas despedaçadas 
pelos cravos cravinhos cravocratas 

Ossain olha a mim não esqueça
Seja como for cresça Seja como flor floresça
Não é pra ser florido é pra ser floral
Igual uma cereja no imenso cerejal 

Simbolize a paz a morte em maços de florais
Mas principalmente os desejos sexuais
Você tem preço só pro vendedor de flor
Pros amantes tu tens valor 

Seja como for negô Seja como for negá
Mas não vai negar 
A sua raiz
Ela cresce pra baixo pra você poder subir 

No verão se feche pra se nutrir 
Depois se abrir e ajudar as outras a florir 
Você nasceu na rua foi pisada e tachada de feia
Cresceu fora da mata 
foi usada e largada após a serenata 

Entendeu agora por que não da pra ser florzinha 
Que ao ver o guardinha gela?
Tem que ser forte que nem a planta favela
Reagir Resistir 
Proteger a sua floribela 

Na primavera a reprodução
E quando mudar a estação
Não fique parado na anterior
Seja como flor
Floração 

O mundo não para 
Girassol 
Cai a chuva e vem o sol 
Não se preocupe se isso vier a desbotar a sua cor
Porque a sua essência é vermelha 
E será sempre AFRÔ