17 de jun de 2010

Can U Feel My Pain?


Divida minhas expectativas
em porcentagem.
Multiplique a vaidade
e subtraia
o que sobrou de qualidades.

A que resultados chegaremos nessa equação?
Ao X de preconceito?
A raiz quadrada de Y positivo com defeitos?
Ou ao Delta de mistério sem conjunção?
Igual amor em depreciação!

Escolha a alternativa!
Faça o que quiser da vida!
Faça seus cálculos
e prossiga...

Caminho lentamente, descalço,
pisando em cacos.
Mas, sem olhar pra trás.
Sou o fantasma, assombrado,
por sua arrogância eficaz!


Por acaso aqui me instalei
e seguirei
meu rumo.
Sentirás falta do que falei,
quando seu estômago estiver com embrulho
de todo esse mundo fútil.

Aí perceberás que a ponta do lápis
da sua vida quebrou.
A resposta não foi concluída
e, já não existirá
apontador pra sua dor.

Bruno (Mista Dainja) a.k.a Sofyzta Macabro