16 de mar de 2010

Entrevista com Drops - Família G.N.A.



Salve família!

Fizemos uma entrevista com o polêmico e talentoso Drops, da família GNA. Onde ele fala um pouco sobre as questões que envolve o nosso Rap atual. “O rap não é problema, as pessoas do jogo do rap que são os grandes problemas nesse jogo, é que tem alguns blefando como sempre.” (Drops – GNA)

"Não é fácil trabalhar em algo onde as criticas vem mais rápido que a analise"

(Drops GNA)



ENTREVISTA


1)Vanguarda & Escrita: O que é ser Gangsta e quais as suas conseqüências?


DROPS: Falar de gangsta é muito complicado chapa, mesmo porque falta muita grana ainda pra nossa família e eu ainda do um trampo como vendedor pro meu coroa, tem muitas opiniões diferentes sobre isso.

Gangsta na minha humilde opinião já nasce pro lance Gangsta, notei em alguns anos com os mais velhos que pra ser um gangsta você tem que estar situado, bem informado sobre seu bairro (comunidade), política do bairro, contatos, tem que ser quase que um diplomata pra sua quebrada , uma mente pensante onde seu poder de acesso pode usar a lei e o dinheiro a favor da sua família – gang... É muito assunto mano eu ia enche o saco e fala muita bosta.

As conseqüências: Cadeia, Dinheiro e a inevitável morte prematura, o resto é conversa fiada.


2)Vanguarda & Escrita: O RAP em Guarulhos sempre foi muito escasso, mesmo sendo uma das maiores e importantes cidades de São Paulo, por que disso?


DROPS: É mano. Na minha época de moleque era muito bom tocar por aqui, no Lenize, Cabuçu, Cumbica , sempre nos fundão. Mais você ta ligado a grana não chega pro rap nos fundão, nem no centro, e o rap daqui da cidade não se organiza nem fudendo, e por isso os malandro das antiga some daqui e vai corre por fora. Sem grana é muito foda organizar alguma coisa.


3)Vanguarda & Escrita: Projetos para 2010, a Família G.N.A ou algum integrante do grupo tem algum?


DROPS: Em 2010 tem algumas novidades sim , tem uma Mixtape minha "Inferno 2010" que vou liberar pra internet, tem o DVD da família GNA que ta foda , a gente tentou fazer tipo um documentário no nosso dia a dia, tem alguns clipes e um show ao vivo no recreativo, o Formigão GNA também esta trabalhando num “puta” solo, acho que vai rolar até uma participação com banda e Célia Nascimento, enfim, só trampo monstro, meus parceiros tão na “febre” esse ano (risos).


4)Vanguarda & Escrita: Quem são os Under'sfraudes que o Drop’s tanto Odeia?


DROPS: Bom underfraude , são aqueles disfarçados com o “Kit Hip Hop” calça, boné camisetas, sabe muitos confundem os “underground” com fraude, mas não é isso. Tem alguns “unders” que fazem um puta trabalho de respeito tipo arrecadação alimentar, somam com o bairro, tentam de alguma forma levar a diversão e informação.

Pro bairro e tudo mais, só que tem uns “fraud” escondido no meio desses caras. Exemplo: Mentirosos escrevem coisas que nunca nem viveram, metem o pau na política sem nem saber do assunto reivindicado, tipo só falam o que o jornal da globo já falou. Não colam com os mais humildes da quebrada, mas chega em uma balada “black” parecendo que saiu da favela São Rafael ai não da, né?!

São fraudes, mentiras, apenas pra ganhar espaço e parecer legalzinho, uma vez um legalzinho desses me fez passar mó vergonha, por que me envolvi em um show chegando a pé, mó banca pra tocar, mas eu cheguei no meu horário e pá, lembro que o grupo que ia fechar o evento era o “Spyne trudy” (escreve assim né? risos).

Enfim, ai foram chegando os amigos e amigos do fraude que tava no piloto do evento, foi colocando todos na nossa frente ou seja a atração fechou o evento

e eu toquei pros seguranças e mais 7 pessoas dentro do Hangar (antigo espaço mossoró) Não esqueço disso. Foram todos embora mano (risos) mas eu fiquei e fiz meu trabalho.


5)Vanguarda & Escrita: O que você considera como "O sistema" que é tão criticado pelo Rap protestante?


DROPS: Sistema é aquilo né... Cadeia! Sistema carcerário precário, escola abandonada resgatada pelo primeiro comando, graças a Deus.

Além de cadeia tem diversas coisas que fazem parte de um sistema falho tipo: Saúde morre gente até hoje nas filas de hospitais, sistema de transportes precários: como uma passagem de busão pode custar R$ 2,50 ou até R$ 3,80 se nem tem condução pra todos, como um trabalhador paga 9 reais por dia pra ir e vir trampar de ônibus ganhando 500 conto por mês. Sistema de segurança pública: policia mal preparada, mal remunerada e acostumada com coisa errada nem eles ligam mais.

Agora que chegou a internet as informações em tempo real temos mais visão de como um policial ou um político se sustenta servindo as vezes os 2 lados, mesmo sabendo que nem todos são assim né? E por ai vai parceiro é tema pro rap massacra até umas horas.


6)Vanguarda & Escrita: Muito se fala no rap, o resgata dos jovens, tira-los do crime. Na opinião da Família GNA que organiza vários eventos nas periferias, qual o melhor modo de mostrar ao jovem o caminho a ser trilhado?


DROPS: Parceiro a família GNA não é um exemplo de educação, eu acho que o que nos tentamos fazer com eventos e tudo mais é só levar uma informação amais pros muleques das kebrada uma diversão saudável no final de semana, e estiga a mente do malandro que às vezes ta lá encostado no molho e cheio de talento na mente e

só não teve a oportunidade de descobrir.

Educação mesmo parceiro só pai e mãe pra dar... e pra tira alguém dos corre hoje em dia eu tenho 2 nomes DEUS e o ESPORTE, o restante não funciona.


7)Vanguarda & Escrita: Rap envolvido com Nike, entrevista para revistas de renome, convites para programas de TV, vocês acham que o Rap está tendo uma oportunidade de mostrar seu talento e virar um dinheiro, ou devemos manter a postura fechada e continuar nossa caminhada sozinhos?


DROPS: Então mano, na moral fiquei muito feliz quando soube da fita da Nike até que enfim se ligaram que o barato é loko e fecharam com os caras certos.

Sobre a revista (risos) o malandro véio deu a idéia certa, o rap ficou experiente né mano, o rap hoje não vive mais só de abraços e meus parabéns.

Isso ajuda a mudar um pouco o raciocínio da molecadinha que ainda tem aquela ilusão legal do rap tipo: nossa agora vou grava e vou manda pra radio e pronto “istoreiiiiiiiiii”!!.

Tudo custa meu parceiro, e sobre a TV é complicado porque são poucos os grupos convidados pra esses esquemas mesmo eu querendo que a mídia se foda, eu sou a favor do malandro ir mostrar o trampo sim, mais mostra com dignidade, um som bom, um espaço bom pro cara demonstra a letra e pá e divulga o trampo de uma forma sadia e profissional.

Mais agora eu me pergunto em qual programa nacional os caras dão esse espaço? pra mim cada grupo -gang - família sabe o caminho certinho, sou a favor do gangsta rap, se for lucrativo para a família estou dentro.


8)Vanguarda & Escrita: Conhecemos o Rap Gangsta "gringo" onde exibem armas, carros, poder, tudo isso de uma forma bem "underground" (Ironicamente?). Como é ser gangsta Rap no Brasil?


DROPS: Gangsta rap no Brasil é muito difícil, preconceitos com alguns estilos todos tem mais o gangsta é cercado até mesmo pelo próprio rap e nos somos preconceituosos (digo minha família). E isso só fecha mais o circuito, lá é diferente né parceiro nas ruas da Califa gangsta é o que há, as mulheres gostam, os bandidos também e o dinheiro roda, é muito mais investimento, exemplo um disco do Lil Wayne os caras prençam 2 milhões de cópias pra distribuir no mundo e eles vendem!! Porque o marketing é muito forte por lá em quanto isso um gangsta daqui igual eu e meu mano Alex Street GNA comemos marimbondo pra fazer mil copias, não da nem pra comparar, lá o negocio é GRANA, aqui ainda vivemos muito a paixão porque talvez não tenhamos tantos investidores no nosso movimento.

Por isso eu digo, tem que ser dígno mesmo sem a grana dos gringo, se for fazer uma festa gangsta contrata um som profissional, palco bom, e luz da boa é o mínimo pra um gangsta mostrar o que é capaz

só essas 3 coisas custam uns 10mil por baixo... Ser gangsta no Brasil é muita treta (risos).



9)Vanguarda & Escrita: O Rap tem uma caminhada longa, mais em sua opinião, ele pode tratar de qualquer assunto? Podemos abordar qualquer tema?


DROPS: Há mano, eu sou fã do rap porque é um lance muito pessoal e acho que o rapper tem total liberdade de escolha das palavras, o grande lance do rap é isso, por isso que agente consegue julgar quem é pá nas idéia e quem não é por essa tal liberdade. Mas é sempre bom tomar cuidado hoje em dia as coisas são bem diferentes de 15 anos atrás a boca fala o cú paga.


10)Vanguarda & Escrita: Ser rapper no Brasil, é dar murro em ponta de faca. Qual a sua inspiração para continuar?


DROPS: Mano ser rapper aqui ou em qualquer lugar foi a melhor coisa que me aconteceu na vida, me inspiro na verdade do meu dia a dia, no dia a dia dos meus manos presos, dos meus irmãos de família todos tem sempre uma historia muito foda que merece uma atenção e reflexão.


11)Vanguarda & Escrita: Você acredita na revolução?


DROPS: Sim! Vou morrer pela minha se for preciso.


12)Vanguarda & Escrita: GNA tem letras muito fortes e as vezes dá a entender sobre um possível envolvimento com o crime. Realmente você passou por essas questões?


DROPS: Minhas letras são todas histórias reais que eu vivi ou presenciei, nunca consegui escrever sobre coisas que só ouvi falar, tenho essa dificuldade.

Já sobre o crime, eu não sou do crime estou lutando e trabalhando duro pra ser um gangsta bem sucedido.

Já fui diversas vezes intimado pra trocar idéia com os delegados Poli no primeiro DP de Guarulhos e na dizi do Garra por suspeitas de envolvimento no trafico, eles falharam, investigaram errado e eu fiquei livre, fui preso uma só vez ano passado fiquei só 37 dias por separar uma briga (risos) acho que isso não é crime.


13)Vanguarda & Escrita: Quais os maiores problemas do Rap? E diante disso, você acha o Rap um estilo hipócrita?


DROPS: O rap não é problema, as pessoas do jogo do rap que são os grandes problemas nesse jogo, é que tem alguns blefando como sempre.

Hipocrisia é falar mal pra caralho do som do parceirinho ali que esta começando e depois de 2 anos o garoto cresce e se torna um puta rapper. Aquele fraude que mais criticou as molecagens do mais novo esta lá pedindo um Vip ou participação em letra, isso me deixa fudido, isso sim é hipocrisia.


14)Vanguarda & Escrita: Espaço totalmente aberto, fique a vontade!


DROPS: Bom, vou saindo fora e deixando um forte abraço ao Pedro, Felipe e ao Sagat que deram essa oportunidade pra eu me expressar.

Agradecendo tudo que esses moleque doido tão fazendo pelo movimento Hip Hop e agora abrindo uma janela ao Gangsta Rap!

Não é fácil trabalhar em algo onde as criticas vem mais rápido que a analise, então eu tenho um respeito fudido pelo movimento VANGUARDA DO RAP NACIONAL, o rap verdadeiro é isso! Informação sem manipulação, sigo as entrevistas da vanguarda e bato palmas pela força que dão aos grupos que estão nascendo, eu vi a entrevista do meu parceiro Jóta - LDR e achei do caralho, ele é mais um “zika” no jogo.

Parabéns pelo trabalho a todos e obrigado pelo espaço!

em deus G´s.



EM BREVE INFORMAÇÕES DA MIXTAPE "INFERNO 2010" AQUI NA VANGUARDA!


CARTADA CERTA - Família G.N.A. [CLIQUE AQUI]


FITA PODRE - Drops Sólo - Família G.N.A. [CLIQUE AQUI]


Albúm VITÓRIA OU MORTE [CLIQUE AQUI]


Comunidade Oficial [CLIQUE AQUI]