18 de fev de 2010

Entrevista - Criolo Doido





Ele atua na cena do Hip-Hop desde 1989, foi o fundador da Rinha dos Mcs, evento que reúne a arte do Hip Hop e realiza exposições de artistas plásticos, grafitti, fotografia e, o principal, a rinha - a batalha de Mc’s tendo ultrapassado 80 ediçoes, foi indicado ao premio Hutuz em 2007 nas categorias, "Artista do Ano" e "Revelação do ano",recebeu os prêmios de “Música do ano’’ e ''Personalidade do Ano'' na quarta edição evento, ''O Rap é Compromisso’’ , realizado na cidade de São Paulo em 2008, recebeu mais uma vez a indicação ao Prêmio HUTUZ, nas categorias "Artista da década" e a "Grande RevelaçÃo do Séc XXI" em 2009. Além de Mc é arte educador e trabalha diretamente com crianças e adolescentes em situação de risco social e trabalhou na rede publica do estado de São Paulo como professor de arte durante 4 anos.

Pra que desconhece de quem estamos falando, esse é um pouco da trajetória do Criolo Doido que trás como fruto de suas experiências uma mensagem diferenciada em suas letras, com uma proposta que vai além de só fazer rap. Para quem não conhece ta aí uma oportunidade de saber mais um pouco sobre esse rapper e como ele encara a atual situação do rap nacional.


1. Como você enxerga essa parada da hipocrisia no meio do Rap? Em cima de palcos vários moralistas que não condiz com a realidade cantada. Qual sua visão sobre isso?

Criolo : Cada um dá o que tem!

2. Você tem um som muito forte chamado “vasilhame” que é diretamente uma critica ao álcool, entretanto muitos Mc’s já invertem essa questão colocada por você e “apóiam” (De certa forma) o uso do álcool. Será que isso atrapalha a mensagem do Criolo Doido?

Criolo: Em muitos videos no youtube eu to no palco tomando uma cervejinha( o que é errado) eu acho que a música serve pra mim também. Eu bebo pouco mas bebo então ela serve pra mim também entende ? Peço desculpas por me deixar filmar bebendo pois muitos jovens estão vendo isso ,mas eu quero que os jovens percebam que o problema não está apenas nisso, está em tudo que fazemos em nossa vida com exagero. Muitos gostam de beber, outros de cheirar cocaina as vezes pode ser um gosto as vezes é um vicio e vicio é doença então quem sou eu pra julgar? Apenas desejo tudo de bom para as pessoas, e eu me mostro em meus videos e em minhas letras como um cidadao comum, que sou, cheio de defeitos mas que está procurando melhorar . Agradeço a compreensão e apoio de todos que me dão uma palavra de força e incentivo pra continuar cantando.

3. Quais são suas maiores influências, dentro e fora da música?

Criolo: A atitude da humanidade.


4. “Pergunta que não cala, se o Rap é pro bem, por que tanta gente atrapalha?” (Ainda há tempo). Atualmente, o Criolo Doido já achou essa resposta?

Criolo: Claro. Onde tem coisa boa tem coisa ruim para atrapalhar, é natural do ser humano.

5. Como você analisa o Rap Nacional atualmente, destacando as maiores qualidades e defeitos do mesmo.

Criolo: Não sou o mais indicado pra analisar o Rap, sou apenas um operário neste trampo.

6. Antigamente eram mais notórios grupos de Rap criticando mídia, colocando o rap mais direcionado a periferia. Mas atualmente estamos vendo uma inversão sobre essas questões, o porquê disso? Estão tentando derrubar uma barreira criada pelo próprio Rap?

Criolo: Quando você fala mídia, você fala tv ? rádio ? jornal ?ou internet?
Acho que a maioria pensa em tv quando falamos de mídia, acho que em todo lugar temos que ser sempre nos mesmos, acredito que assim da para entrar e sair de qualquer lugar. Tem muita gente bem intencionada e mal intencionada em todo lugar, temos que estar atentos.


7. Você fez junto com o Buzo o filme Profissão MC.Qual o impacto na sociedade vendo pessoas que deveriam estar nas periferias lançando livros, filmes, etc (contrariando as estatisticas)?

Criolo: Este filme é uma obra do Buzo e teve a direção dele com o Tony Nogueira, eu só colei pra ajudar nas paradas que ele me convocou pra ajudar, e foi uma honra isso ter acontecido, o Alessandro Buzo é um guerreiro e o Tony Nogueira é sem palavras eu sou apenas um aprendiz, acho que é muito forte tudo o que está acontecendo livros ,filmes, saraus é uma revolução sagaz.


8. A rinha dos MC´s está há alguns anos mostrando novos talentos até então desconhecidos. Você acha que falta oportunidade para novos MC´s mostrarem seu trabalho?

Criolo: É que tem muitos talentos numa proporçao bem maior que espaços pra divulgaçao, a Rinhah é um espaço que tem sua contribuiçao mas que ta longe de ser algo gigantesco ,procuramos contribuir de nossa forma.

9. Muitos dizem que viver de rap no Brasil é praticamente impossível. Você concorda com isso?

Criolo: Cada um tem sua verdade baseado em sua realidade.



10. Criolo Doido aceitária um convite para uma apresentação na Globo? Porque?

Criolo: Já aceitei dois convites! Um no Central da Períferia, um programa que mapeava e divulgava talentos de todas as períferias do Brasil, achei digna a propostado do programa e participei, falei um pouco do Grajaú e muitas pessoas do meu bairro se sentiram representadas.
O outro convite foi em seguida, para cantar 3 músicas em um programa que homenageava Vinicius de Moraes, neste programa participaram grandes nomes como Ed Motta, Gal Costa, Chico Pinheiro e Bossa Cuca Nova.

Fui convidado a compor junto a obra, um programa digno homenageando um grande nome da poesia do pais eu acredito que o rap foi bem representado. Este conteúdo também está disponível na internet como:

"Som Brasil - Especial Vinicius de Moraes" - Part. Criolo Doido



11. De onde surgiu o nome Criolo Doido?


Criolo: Criolo pois meu pai é negro, Doido pois minha mãe desde pequena escreve poesias e nunca parou de pensar num mundo melhor mesmo num universo machista onde a mulher na decada de 70, em plena ditadura só servia pra ir pro fogão e para o tanque lavar roupas, minha mae sempre lutou pra manter viva a poesia em seu coração ou seja pra época uma doida!


12. Para 2010, o Criolo Doido tem algum trabalho engatilhado?

Criolo: Tem um DVD que é um registro de um show na Rinha dos MCs. Feito com a força do coletivo "Arranca Tampa" sem eles seria impossivel isso ter acontecido.


Agradeço o convite pra matéria, e bom é isso, eu sou uma pessoa comum igual a todos
faço meu corre pois amo música, espero um dia viver outras paradas na música. Muita paz a todos


Saiba mais:
www.myspace.com/criolomc
twitter.com/criolomc